My Weblog: istanbul elektrikci uskudar elektrikci umraniye elektrikci film indir kadikoy elektrikci ev aletleri tamiri umraniye elektrikci uskudar elektrikci umraniye elektrikci

Hoje: Vida Nova

Os sinais de trânsito da capa e o nome do disco em letras maiúsculas são complementares: Hoje, oriente-se, siga a direção certa. O acidente e toda aquela dor tinham ficado pra trás. Não esquecidas, mas a vida andava pra frente.

O presente era o que importava: nada de ficar perdido olhando pra trás ou esperando o que ainda ia aparecer pela frente. Foram as primeiras composições de Herbert na cadeira de rodas. Foi a retomada de uma faixa remix (quase vinte anos depois de Selvagem?). Foi a primeira experiência com a interatividade na hora de montar o repertório, via site da banda. E venceu uma música de antes da formação da banda, interprete isso como quiser.

Hoje iniciou a fase atual dos Paralamas, uma banda que sobreviveu a duros golpes por causa de uma combinação nada secreta: estrada, entrosamento e gosto pelo que se faz. As imagens da galeria são a prova dessas palavras.

Aos Amigos

Uns Dias é um disco irmão de Longo Caminho, assim como Vamo Batê Lata tinha sido irmão de Severino e D irmão de Selvagem?. Por um lado, encerrava uma fase, meio que zerando a conta pra partir pra próxima. No caso, a conta era um turbilhão de emoções ainda sendo experimentadas, com melhoras e adaptações dia a dia. No entanto, pensar assim seria simplista demais. E a história do trio que um dia sonhou em tocar na capital está muito além de simplismos.

Uns Dias foi uma celebração das amizades: assim como no Acústico, uma das atrações eram as participações de parceiros da estrada. Só que agora eram nove. Um a cada três músicas – arredondando a conta. Se bem que, da capa à primeira fala de Herbert no disco, a amizade e a parceria que consolidou a volta à música foi a parceria daqueles três cabeçudos teimosos com os milhares de teimosos cabeçudos que pagaram ingresso pra se reencontrar com parte da história de cada um. Os vinte anos de banda tinham chegado e isso não podia passar batido.

Dá uma olhada nas fotos.

Reggae B – A música tinha salvado mais um

O Reggae B não é só um show imperdível (e eventual) da banda do Bi Ribeiro que só toca reggae. O projeto paralelo do baixista pode até ter nascido assim, mas virou muito mais. Quando Herbert sofreu o acidente do ultraleve, os músicos dos Paralamas se dedicaram ao Reggae B para se manter juntos, fazendo o que sabiam fazer, música. O Reggae B foi, durante um tempo, o centro da força de uma entidade chamada “família Paralamas”. Herbert não estava lá, mas o som, a vibração, o carisma, o espírito, o entrosamento e o patrimônio (por que não?) dos Paralamas estava ali, invisível, em cada silêncio entre uma nota de baixo e outra, nos contratempos marcados de teclado e percussão, no ar do sopro dos metais, nos sorrisos trocados entre músicos e convidados. Fora na plateia que lotava casas atrás da mística natural que rolava no ar.

E a história se fez naturalmente. Primeiro foram notícias de que o tratamento de Herbert incluía ensaios com a galera dele. E o retorno de Herbert aos palcos, diante do público, foi num show do Reggae B. Guess who`s coming to dinner? Senhoras e senhores, Herbert estava de volta ao lugar dele. A música tinha salvado mais um.

Apreciem a galeria com prazer.

O Otimismo que Cura

Todo fevereiro é mês de refletir no imponderável e em como a força de parentes, amigos e admiradores tem o poder de fazer viver para os Paralamas. No dia 4 de fevereiro de 2001, Herbert Vianna caiu de ultraleve no litoral sul do Rio de Janeiro. Os médicos, em dado momento, deram 10% de chance de sobrevivência a ele. E Herbert só precisou disso para continuar com a gente até hoje. Recordar também é ser forte.

Aqui vai uma galeria muito especial de fotos, algumas íntimas, e de reportagens sobre o susto e a comoção provocados – mais tarde se provou – por uma falha mecânica no ultraleve que Herbert pilotava. Um destaque especial para o texto emocionado de Artur Dapieve, jornalista que acompanha a banda desde o início e assinou também o release do disco Multishow Ao Vivo 30 Anos.

Arquivo de Longo Caminho

Longo Caminho foi o disco da volta dos Paralamas depois do acidente e da recuperação de Herbert. Foi um disco que mandava uma mensagem clara e necessária: ninguém ali estava abatido e era urgente seguir em frente com vontade. Não custa nada pegar um pouquinho daquele entusiasmo para começar bem o ano, né? Dá uma olhada nas imagens daqueles tempos.

Chegou a Vez de Selvagem?


Mais uma galeria de fotos pra ver no flickr oficial dos Paralamas, desta vez são setenta fotos de Selvagem?, incluindo muito material de bastidores, como fotos da estrada e material gráfico de venda de shows. Tem muito fã da banda que nunca viu um desses programas, que eram muito usados até pouco tempo para que os contratantes entendessem o que a banda oferecia e quais as condições técnicas para a realização de um show dos Paralamas. Foi a repercussão de Selvagem que jogou de vez Herbert, Bi e Barone pra todos os cantos do Brasil, para a Argentina e para uma vendagem de gente grande, com o primeiro disco de platina da banda.