My Weblog: istanbul elektrikci paykasa satin al umraniye elektrikci uskudarda elektrikci umraniyede elektrikci film indir kadikoy elektrikci kagithane elektrikci beylikduzu elektrikci seyrantepe elektrikci alibeykoy elektrikci uskudar elektrikci umraniye elektrikci istanbul su tesisat tamiri sisli kombi tamiri sisli cilingirci

Paralamas e Titãs: juntos e ao vivo \\ 2008

  • 01. Diversão
  • 02. O Calibre
  • 03. Marvin (Patches)
  • 04. Selvagem/Polícia
  • 05. Uma Brasileira
  • 06. A Novidade
  • 07. Homem Primata
  • 08. Lourinha Bombril (Parate y Mira)
  • 09. Cabeça Dinossauro
  • 10. A Melhor Banda de Todos os Tempos da Última Semana
  • 11. O Beco
  • 12. Trac-Trac (Track Track)
  • 13. Go Back
  • 14. Comida
  • 15. Lugar Nenhum
  • 16. Óculos
  • 17. Sonífera Ilha/Ska
  • 18. Meu Erro
  • 19. Flores
SOBRE O ÁLBUM
Fazer 25 anos no rock brasileiro não é para qualquer um. Quem além do Paralamas tem esse privilégio? Exatamente. Era uma data que não podia passar batida, e os irmãos Paralamas e Titãs se juntaram à mesa para dividir a conta e multiplicar os amigos. O plano de Herbert, Bi e Barone era gravar um disco que já ia bem encaminhado (que viria a ser um ano depois o “Brasil Afora”), mas a turnê foi se espalhando além do planejado, e gravar a festa da reunião se tornou mais do que natural. Não se podia frustrar a expectativa de tanta gente, afinal.

Como em toda boa festa, coube mais e mais gente. Além dos oito das duas bandas somadas – o que inclui duas baterias simultâneas e coordenadas – subiram ao palco Samuel Rosa, Arnaldo Antunes e Andréas Kisser. O que se ouve enfileirado é a história daqueles caras e um pouco mais: a história da juventude brasileira sempre renovada desde que a ditadura militar começou a perder força, lá no começo dos anos 80.

Cada clássico recriado pelos oito (são dezenove faixas, sendo duas de músicas emendadas) é uma fotografia carregada de memórias, ensinamentos, planos, gritos, lágrimas, danças, encontros, desencontros, altos, baixos, conversas, sonhos. Uma festa daquelas.